tintinaine.blogspot.com é o meu novo blog. Seleccionem o link correspondente na coluna da direita e visitem-me!

quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Fuzileiros Especiais

Mais tarde acabaram-se os especiais e passou a haver apenas «Fuzileiros». Mas naqueles tempos, ser especial significava amargar mais 4 a 5 meses de curso muito duro, o que não agradava a toda a gente. No meu caso particular, mal acabei o ITE, inscrevi-me na Companhia 2 de Fuzileiros que estava a ser formada para ir para Moçambique. Não pensem que foi heroísmo ou vontade de defender a «Mãe-Pátria», não senhor, foi apenas a vontade de jogar com a lei das probabilidades. Quem não seguisse naquela companhia ia com toda a certeza na seguinte e para a Guiné, coisa que eu não queria nada que me acontecesse. Tive a sorte de ser aceite e um mês depois estava a caminho de Moçambique. Por essa razão não recordo a maioria das caras que aparecem nesta foto. Embora sendo filhos da minha escola, a maioria não pertencia ao meu pelotão e tendo depois seguido para o curso de especiais e, terminado este, para Angola, nunca mais encontrei nenhum deles. Isto até começarem os encontros anuais, onde de vez em quando se vê aparecer um ou outro. A identificação foi-me fornecida pelo Agostinho Maduro que também é o dono da fotografia que podeis apreciar aqui e agora. Não faço ideia como é que ele fez para guardar na sua memória os nomes e números de toda a malta!
...oOo...
16361-13155-13331-13221-16674-16268
16446-16118-15517-13414-16231

4 comentários:

Anónimo disse...

FUZILEIROS ESPECIAIS.

O Curso de FUZILEIRO ESPECIAL, durava 4 / 5 meses.

O aluno quando acabava o ITE, tinha a tendência, de seguir imediatamente numa Companhia de Fuzileiros Navais, fugindo quando era possivel á GUINÉ.

Quando regressava, queria voltar ao ULTRAMAR, mas no posto seguinte.

Tinha de tirar Cursos - ou o Curso de FUZILEIRO ESPECIAL ou o 1º. Grau - FUZILEIRO NAVAL.

Vinha e depois tinha que amachucar, aconteceu com muitos e bons FUZILEIROS - amigos.

A GUINÉ é um paraiso.
A GUINÉ é o meu 2º. Pais.
É pena que sejam tantos a roubar.
Enfim essa situação é crónica, em todo o Mundo.

FOTOS: De pé:

13331 - Cardetas.

13221 - conheço mas não me recordo o seu nome.

16674 - Pedro - tive o prazer de ter feito uma comissão já quando era Sargento FZE - na Guiné estava doente, não sei neste momento qual o seu estado de saúde. dfe3 - Guiné 67/69.

16268 - Raimundo Cunha - não sei nada dele imigrou.
Fizemos uma Comissão juntos na Guiné - dfe3 - 67/69.

13414 - Conheço mas não me lembro o seu nome.

Um abraço.
Veiga

Anónimo disse...

Boa tarde.

Lamento que o meu comentário não tenha sido publicado.

Fui FUZILEIRO ESPECIAL.

dfe3 e 12 - guiné 67 / 71.

Sei do que falo.

Um abraço Veiga

Anónimo disse...

Boa tarde.
Saudações para a familia. FUZILEIROS.
Fiquei surpreendido, quando reparei que o meu comentário, não tinha resposta.
Não consta.
Só falo do que sei!...
um abraço
Veiga
(dfe3 e 12 - Guiné 67/71)

Anónimo disse...

913/70, - 8º Dest. Guiné, 1971- 1973
A recruta era em V.F-.Xira, 10 semanas, o ITE, na escola, 10 semanas, e mais o 1º grau. A seguir era especial, (no duro) 4 a 5 meses e como foi o meu caso, já inserido num destacamento (ou não) 4 a 5 meses e era um alivio quando seguiamos rumo à guiné, ou outro teatro de guerra. Obrigado a todos os chefes, instrutores ou não que fabricaram tantos HOMENS