nma-16429.blogspot.pt é o meu novo blog. Seleccionem o link correspondente na coluna da direita e visitem-me!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Começo a ter vergonha...

Começo a ter vergonha
De pertencer ao país
Com doença, peçonha
Conserva a febre na raiz

Como posso mais amar
O berço onde nasci?
Com tanta gente a gamar
Como isto nunca vi...

Políticos, erguem o punho
Outros símbolos, a seta;
Assim, chegaram ao cúmulo
Fazem da gente pateta

Falam, riem, estes fenómenos
Da política desabrida;
Onde estão os barómetros
Promessa, da melhoria de vida?

Gastam balúrdios em festanças:
O patego, disso abdica!
São piores que crianças
Filhos de gente rica
Assim, puseram as finanças
À porta da botica
Cujo remédio, esperanças
Da bancarrota aflita;
Destes energúmenos sem igual
O povo brada e grita
Ladrões, matastes Portugal...

terça-feira, 26 de abril de 2011

Mama a mais..

...oOo...
Uma senhora foi para a maternidade para ter dois bebés: 1 rapaz e 1 rapariga gémeos.
Em homenagem a sua terra ela chamou a menina de Madeira e o menino de João Jardim.
O Dr. Alberto João Jardim, ao saber da notícia, foi visitar a mãe e bebés.
Ao chegar, a Sra. estava a dar peito ao menino e o Sr. Jardim tenta agradecer pela linda ideia dos nomes.
A Sra. interrompe-o e diz baixinho: Chiiiiuuuu!
Se a Madeira acorda, o João Jardim não mama mais.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Angola voltará a ser bela como já foi!

As mudanças acontecidas em Angola, desde 1961 até aos nossos dias, nem sempre o foram no bom sentido. Nos últimos anos do Colonialismo, desenvolvimento acelerado e sem regras. Nos anos da guerra civil, destruição e caos. E agora que todas as condições estão reunidas para que as coisas entrem nos eixos, é a vista curta dos políticos e o cancro da corrupção que não deixam as coisas entrar nos eixos.
Mas estou convencido que, mais dia menos dia, como aliás se vê acontecendo agora no norte do continente africano, as gentes tomarão nas suas mãos as rédeas do poder e darão o fora em quem os vem roubando descaradamente há tantos anos.
E então, Angola e, especialmente, Luanda voltará a ser aquela cidade linda que eu tive oportunidade de visitar por quatro vezes, nas minhas idas e vindas de Moçambique. A praia da Ilha da Floresta, a Restinga ou uma caneca de cerveja na esplanada do Baleizão são coisas que continuam vivas na minha memória.


domingo, 24 de abril de 2011

A Nova Ponte sobre o Rio Douro...


Ó ponte, donde melhor
Se pode avistar a água;
Quantos olhos, com ardor
Choram tanta mágoa...
Daqueles que pereceram
No leito do teu rio
E, tantos corações sofreram
A perda de um amigo...
Mas tu, querida ponte
És mais um bom atalho
Para os que buscam a fonte
Do sustento, do trabalho...
E, seguindo o teu rumo
Aguentando passos seguros
Orgulhosa e com aprumo
De jovens e velhos maduros
Observas com astúcia
Anotas na tua memória
Tantos soluços, tanta angústia
Que formam a tua história...
No cais ou no ancoradouro
No teu berço submerso e mortal
Que este eterno rio Douro
Tem algo de bom e algo de mal
Sendo da cor do ouro
Correndo sempre veloz
Há procura dum tesouro
Que só encontra na Foz
E, remexendo na areia
Tal como um garoto
Houve cantar a sereia
Na cidade do Porto
Que outrora, foi Capital
Do País que teve o gosto
De chamar-se Portugal...

Uma Santa Páscoa para todos...

Sejamos como o Girassol
Que busca em seu redor
A luz e calor do sol
Para encontrar o amor

Mesmo numa altura
Que se afirma de rasca
Desejo a toda a criatura
Uma Santa Páscoa

Festa dos doces variados
Das cavacas ao pão de ló
Haja amor e cuidados
Que ninguém fique só

Para os que não acreditam
Que houve Ressurreição
Até eles próprios meditam
E querem a Salvação

E, querem também, ver a Luz
Que a todos conduz
Do alto da Cruz
Ao encontro de Jesus

Deste milagre bendito
Surgido sob os Céus
Sigamos os passos de Cristo
Que nos levam até Deus...

Na amizade, que por vós
Nutro, forte como um laço
Para todos, além de nós
Deixo-vos um grande abraço

Que nesta Família Naval
Soam os nomes dos Fuzileiros
De forma tão igual
Todos os Marinheiros

Das Forças de Segurança,
Do Exército e da Aviação
Deixo-vos palavras de esperança
Mantenhamos viva a Nação?

E, sendo lusos, amigos
Desta Pátria linda e imortal
Sejamos sempre unidos
Viva o nosso Portugal...

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Comida exótica e também erótica...

Apresentador brasileiro comeu pénis de animais, em directo.
No programa da Record, ‘50 por 1’, Álvaro Garnero conta as suas experiências sobre as viagens realizadas pelo mundo. Numa viagem à China, o apresentador foi desafiado a comer pénis de animais.
Na sequência de um festival gastronómico realizado em Pequim, Álvaro Garnero aceitou o desafio do chef Guo LiZhuang para provar as iguarias do país, e acabou por participar na degustação de pénis de animais que estava a ser feita num restaurante tradicional da cidade. Aí provou pénis de vários tamanhos e espessuras, entre os quais estavam o de cavalo, burro, veado, touro e o de cavalo-marinho.
 As respectivas refeições são consideradas uma tradição milenar e servem de afrodisíaco para os chineses.
“Se a moda pega em Portugal, qualquer dia acabam-se estas raças de animais, pela devora do sexo masculino deles. Já nada me admira nestes “porcos e miseráveis homenzinhos” que, para darem nas vistas são capazes de tudo. Prova também, que estarão habituados na homossexualidade anal e bocal, chegando ao ponto de tamanha ridicularização humana… e procuram outras espessuras e tamanhos de sexos para lhes encherem a boca e saciarem a bunda”.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Esperar para ver o fim...


A águia depenada


Não gosto de "picar" seja quem for e, por essa razão, tento sempre fugir às discussões e mesmo emoções do futebol, assim como de quaisquer outras coisas...
Bico calado, esperar pelo fim, para aquilatar apenas no meu âmago ou reparti-lo com alguém de idoneidade capaz, sobre algo que mereça opiniões e não traga azedumes, isto é: nunca estragar a amizade!
Penso que o mal estará, sem dúvida, quando nos parece que são sempre os outros a fazerem os erros e nós, nunca admitimos ser percursores ou pensadores contra a nossa ideia, por vezes, tendenciosa... Assim, lembrei-me de escrever algo, só para aliviar o espírito dos que perderam e assaz, para solicitar humildade aos que ganharam...
Não é minha intenção provocar dissabores e muito menos alimentá-los.

Lá por Lisboa...
Houve ventos e trovoadas
Erros, que toda a gente apregoa
Já são águas passadas

Os dragões feriram a águia
Derrubaram-lhe a crista
Acusam com certa mágoa
Alguém de nome Xistra

Se há um fora de jogo
Um penalty que não existe
São apenas achas para o fogo
De tantas faltas em riste

Desejo ao Guimarães ou Porto
Para ambos a mesma sorte
Para o Benfica não há conforto
Porque a taça vem para o Norte

Se ela ficar na Invicta
É sinal de um feliz começo
Contudo, até bem fica
Naquela cidade Berço

Acabemos com os papões
Que devoram tudo sem igual
Queixam-se outros clubes com razões
Que também são Portugal...

Tippi, a menina da selva!

terça-feira, 19 de abril de 2011

Homenagem aos Fuzos no Barreiro!

O Mário Manso, na sua página do Facebbok que podeis visitar clicando neste link, está a fazer uma campanha de angariação de fundos para levantar uma estátua em honra dos fuzileiros, na Avenida dos Fuzileiros Navais, no Barreiro.
Aproveito para lhe dar uma ajuda e tentar que ele seja bem sucedido nos seus intentos. Não sei que tipo de estátua / monumento estão a pensar levantar, mas quanto menor for o orçamento pior sairá a obra. Por essa razão quantos mais contribuírem, mais fácil será obter sucesso nesta empreitada.

sábado, 16 de abril de 2011

Guerras e outras desgraças!

As guerras e os factos a elas associados não podem nem devem ser esquecidos. Algo de mau as provocou e algo de bom se terá que aprender com o acontecido. Guerras provocam a morte, a pobreza e o sofrimento de muita gente e há que falar nelas e registá-las nos anais da História para que os vindouros aprendam a lição e não caiam nos mesmos erros.
Aconteceu assim com a nossa «Guerra Colonial» que durou 13 anos e decorreu no período da minha juventude. Eu fiz 17 anos em Março de 1961, exactamente o mês e o ano do início da guerra em Angola com todas as atrocidades que ali foram cometidas. Em Março de 1962 alistei-me na Marinha e fui parar à Escola de Fuzileiros para ser treinado para a guerra. Apenas 6 meses mais tarde já estava a caminho de Moçambique para participar nessa guerra que tantas dores causou ao povo português.
E aconteceu assim também, em muito maior escala, na II Guerra Mundial que lentamente vai caindo no esquecimento e começando a levantar dúvidas na mente das pessoas que não foram testemunhas desses factos. Há quem defenda agora que as atrocidades atribuídas aos nazis, os campos de concentração e outras coisas mais, são pura ficção e uma invenção dos judeus para se armarem em vítimas e tirarem partido disso.
Claro que não estou em posição de provar quem tem razão nesta disputa, se os que acreditam no Holocausto ou os que defendem que ele nunca existiu, mas de uma coisa tenho a certeza, foi a mania de grandeza do Hitler e dos seus apoiantes que pôs meio mundo a ferro e fogo, provocando com isso a morte de muitos milhões de pessoas.
Eu, pessoalmente, acredito que o Holocausto aconteceu de facto. Com mais ou menos milhões de mortos, famílias destruídas e as mais vergonhosas sevícias praticadas sobre seres humanos, tudo aquilo aconteceu na altura em que eu nasci e marcou-me para toda a vida. Cresci a ouvir falar na guerra e sofri ainda com a miséria do pós-guerra que afectou também Portugal. Ávido pela leitura, elegi como um dos tópicos principais a II Guerra Mundial e a História dos Campos de Concentração Nazis. Lia tudo que me vinha parar à mão e procurava livros que me dessem mais informação sobre o assunto.
Recentemente, oriundo do Brasil, recebi um documento de alguém que luta para neutralizar uma ideia que começou a correr mundo sobre a não existência do Holocausto. Se não estou em erro, cabe ao "ayatola" do Irão a responsabilidade pelo espalhar dessa notícia. Ele fez isso para desestabilizar Israel e todo o mundo judeu e para tirar importância à causa judia. Mas isso são as armas da guerra psicológica travada entre muçulmanos e judeus e que teremos que saber interpretar à nossa maneira.
Bem, retomando o fio da minha história, esse documento que recebi do Brasil trazia algumas fotografias, iguais a milhares de outras que circulam pela internet, e que aqui vou publicar para dar o meu contributo a esta causa. Diz o Leiria (e quem sou eu para o desmentir) que o nome "Silva" que carrego tem origem judia e, quem sabe, é isso que me faz acreditar que tudo que li sobre o Holocausto é a mais pura verdade!







sexta-feira, 15 de abril de 2011

Ainda o Bessa!

No ano passado, depois do Convívio realizado em Pombal, publiquei uma foto que tinha sido identificada como pertencendo ao Bessa (800/64). Eu não estava nada convencido que fosse ele que aparecia na foto, mas limitei-me a ir em frente com o pedido dos camaradas da Companhia.
Hoje recebi uma nova foto, enviada pelo Cristo, que me veio tirar as dúvidas. Nesta sim, reconheço as feições do João Bessa e não tenho que espremer muito o meu cérebro para me recordar dele nos tempos da nossa comissão em Moçambique.
No ano passado ele fez-nos companhia no II Convívio Anual da CF8. Só espero que ele volte a repetir a sua presença esta ano, mas até à data ainda não tive quaisquer notícias dele.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

A Crise e a Escola de Fuzileiros!

A crise tem destas coisas. Hoje, por causa dela, fui parar à Escola de Fuzileiros. Ora vejam como a coisa se passou.
- Eu não acredito! Laranjas a 55 cêntimos aqui na Póvoa e eu pago-as a 1.05€ lá perto de Setúbal que é a terra delas!
- Pois é! E para as trazer até aqui ainda pago os transportes, com o gasóleo ao preço que está, mais as portagens, etc.. Isto é para a senhora ver o que eu faço pelos meus clientes.
- Que saudades eu tenho cá do norte! Lá em baixo está tudo pela hora da morte!
Esta era uma conversa que desbobinavam duas senhoras numa Frutaria onde entrei para comprar algumas frutas cujos preços, vistos através dos vidros da montra, tinham chamado a minha atenção. São os efeitos da crise, comprar onde é mais barato, que ali me fizeram entrar.
A conversa ia-se desenrolando entre as duas senhoras e de repente ouvi mencionar "Alfeite" e "Vale de Zebro". Aproveitando a oportunidade de estarmos os dois a meter a mão no mesmo tabuleiro da fruta, dirigi-lhe a palavra.
- Desculpe-me, mas ouvi mencionar a palavra "Vale de Zebro" e isso mexe comigo. Quem é que a senhora tem para aqueles lados?
- Tenho o meu filho que no próximo mês de Outubro acaba o curso. Anda lá naquele curso de onde saem todos esfarrapados, mas é uma alegria para ele. Em casa até toma banho a ouvir o hino e as outras músicas dos fuzileiros.
- Pois eu também fui fuzileiro. Eram outros tempos, a Guerra do Ultramar, era mais complicado. Fico contente por saber que há outros filhos da nossa terra que continuam por esse caminho.
- Também lá tenho um irmão. Já está nos fuzileiros há 22 anos e foi ele que levou para lá o meu filho.
- Estou a ver que vim comprar fruta e me esbarrei com uma família inteira de fuzileiros!
- E com muito orgulho. Se soubesse o que o meu filho passou para entrar nos fuzileiros...! Não foi nada fácil. E ele tem um orgulho naquela farda que só visto! Agora só sonha com o momento de receber a boina quando o curso acabar, em Outubro.
- Folgo em saber isso, minha senhora e até à próxima.

Há sempre oportunidade para agradecer...

Quero agradecer-vos com o maior OBRIGADO, pelas mensagens e comentários que muito sinceramente vos dignastes enviar-nos pelos 42 anos de matrimónio. Eu sei que é bom ter amigos(as) espalhados pelo mundo, que sem fronteiras de Internet, se disponibilizam para momentos tão oportunos como o desta efeméride de 13 de Abril.
Como é óbvio, devolvo-vos a mesma "ementa" para, quando chegar a vossa vez, puderdes também usufruir de felicidades tão iguais ou ainda melhores que aquelas que recaíram sobre a Esperança e o Agostinho.
Com a marca da nossa amizade, selamos mais uma vez com os nossos amigos(as) com aquele grande abraço de Paz...


Esperança/Agostinho

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Dia 13 de Abril, 42 anos passados...

Era mês de Abril
Em dia risonho
De primavera
Mês de sonho
Sem ardil
Nem de quimera
Que no dia treze
Se renova
Mais um ano
Posto à prova
De gente que se preza
Já muito perto da cova
A sua oração reza
Porque naquele dia
Uniu as suas vidas
Como tantos em geral
Eram também treze horas
Quando o enlace se deu
De duas pessoas novas
Em cerimonial
De amor e fragrância
Com odor a rosmaninho
Deram o nó, a Maria Esperança
Com seu noivo Agostinho

1969 - 13 de Abril  - 2011

terça-feira, 12 de abril de 2011

Aí está ela... anda no ar e vai descer à terra... já cheira a Revolução!?

"É meritório a reinserção deste artigo
 para relembrar os mais incautos..."
Há cerca de 3 ou 4 meses começaram a dar-se alterações profundas, e de nível global, em 10 dos principais factores que sustentam a sociedade actual. Num processo rápido e radical, que resultará em algo novo, diferente e porventura traumático, com resultados visíveis dentro de 6 a 12 meses... E que irá mudar as nossas sociedades e a nossa forma de vida nos próximos 15 ou 25 anos!

... tal como ocorreu noutros períodos da história recente: no status político-industrial saído da Europa do pós-guerra, nas alterações induzidas pelo Vietname/ Woodstock/ Maio de 68 (além e aquém Atlântico), ou na crise do petróleo de 73.

Façamos um rápido balanço da mudança, e do que está a acontecer aos tais "10 factores":

1º- A Crise Financeira Mundial: desde há 8 meses que o Sistema Financeiro Mundial está à beira do colapso (leia-se "bancarrota") e só se tem aguentado porque os 4 grandes Bancos Centrais mundiais - a FED, o BCE, o Banco do Japão e o Tesouro Britânico - têm injectado (eufemismo que quer dizer: "emprestado virtualmente à taxa zero") montantes astronómicos e inimagináveis no Sistema Bancário Mundial, sem o qual este já teria ruído como um castelo de cartas. Ainda ninguém sabe o que virá, ou como irá acabar esta história !...

2º- A Crise do Petróleo: Desde há 6 meses que o petróleo entrou na espiral de preços. Não há a mínima ideia/teoria de como irá terminar. Duas coisas são porém claras: primeiro, o petróleo jamais voltará aos níveis de 2007 (ou seja, a alta de preço é adquirida e definitiva, devido à visão estratégica da China e da Índia que o compram e amealham!) e começarão rapidamente a fazer sentir-se os efeitos dos custos de energia, de transportes, de serviços. Por exemplo, quem utiliza frequentemente o avião, assistiu há 2 semanas a uma subida no preço dos bilhetes de... 50% (leu bem: cinquenta por cento). É escusado referir as enormes implicações sociais deste factor: basta lembrar que por exemplo toda a indústria de férias e turismo de massas para as classes médias (que, por exemplo, em Portugal ou Espanha representa 15% do PIB) irá virtualmente desaparecer em 12 meses! Acabaram as viagens de avião baratas (...e as férias massivas!), a inflação controlada, etc...

3º- A Contracção da Mobilidade: fortemente afectados pelos preços do petróleo, os transportes de mercadorias irão sofrer contracção profunda e as trocas físicas comerciais (que sempre implicam transporte) irão sofrer fortíssima retracção, com as óbvias consequências nas indústrias a montante e na interpenetração económica mundial.

4º- A Imigração: a Europa absorveu nos últimos 4 anos cerca de 40 milhões de imigrantes, que buscam melhores condições de vida e formação, num movimento incessante e anacrónico (os imigrantes são precisos para fazer os trabalhos não rentáveis, mas mudam radicalmente a composição social de países-chave como a Alemanha, a Espanha, a Inglaterra ou a Itália). Este movimento irá previsivelmente manter-se nos próximos 5 ou 6 anos! A Europa terá em breve mais de 85 milhões de imigrantes que lutarão pelo poder e melhor estatuto sócio-económico (até agora, vivemos nós em ascensão e com direitos à custa das matérias-primas e da pobreza deles)!

5º- A Destruição da Classe Média: quem tem oportunidade de circular um pouco pela Europa apercebe-se que o movimento de destruição das classes médias (que julgávamos estar apenas a acontecer em Portugal e à custa deste governo) está de facto a "varrer" o Velho Continente! Em Espanha, na Holanda, na Inglaterra ou mesmo em França os problemas das classes médias são comuns e (descontados alguns matizes e diferente gradação) as pessoas estão endividadas, a perder rendimentos, a perder força social e capacidade de intervenção.

6º- A Europa Morreu: embora ainda estejam projectar o cerimonial do enterro, todos os Euro-Políticos perceberam que a Europa moribunda já não tem projecto, já não tem razão de ser, que já não tem liderança e que já não consegue definir quaisquer objectivos num "caldo" de 27 países com poucos ou nenhuns traços comuns!... Já nenhum Cidadão Europeu acredita na "Europa", nem dela espera coisa importante para a sua vida ou o seu futuro! O "Requiem" pela Europa e dos "seus valores" foi chão que deu uvas: deu-se há dias na Irlanda!

7º- A China ao assalto! Contou-me um profissional do sector: a construção naval ao nível mundial comunicou aos interessados a incapacidade em satisfazer entregas de barcos nos próximos 2 anos, porque TODOS os estaleiros navais do Mundo têm TODA a sua capacidade de construção ocupada por encomendas de navios.... da China. O gigante asiático vai agora "atacar" o coração da Indústria europeia e americana (até aqui foi just a joke...). Foram apresentados há dias no mais importante Salão Automóvel mundial os novos carros chineses. Desenhados por notáveis gabinetes europeus e americanos, Giuggiaro e Pininfarina incluídos, os novos carros chineses são soberbos, réplicas perfeitas de BMWs e de Mercedes (eu já os vi!) e vão chegar à Europa entre os 8.000 e os 19.000 euros! E quando falamos de Indústria Automóvel ou Aeroespacial europeia...helás! Estamos a falar de centenas de milhar de postos de trabalhos e do maior motor económico, financeiro e tecnológico da nossa sociedade. À beira desta ameaça, a crise do têxtil foi uma brincadeira de crianças! (Os chineses estão estrategicamente em todos os cantos do mundo a escoar todo o tipo de produtos da China, que está a qualificá-los cada vez mais).

8º- A Crise do Edifício Social: As sociedades ocidentais terminaram com o paradigma da sociedade baseada na célula familiar! As pessoas já não se casam, as famílias tradicionais desfazem-se a um ritmo alucinante, as novas gerações não querem laços de projecto comum, os jovens não querem compromissos, dificultando a criação de um espírito de estratégias e actuação comum...

9º- O Ressurgir da Rússia/Índia: para os menos atentos: a Rússia e a Índia estão a evoluir tecnológica, social e economicamente a uma velocidade estonteante! Com fortes lideranças e ambições estratégicas, em 5 anos ultrapassarão a Alemanha!

10º- A Revolução Tecnológica: nos últimos meses o salto dado pela revolução tecnológica (incluindo a biotecnologia, a energia, as comunicações, a nano tecnologia e a integração tecnológica) suplantou tudo o previsto e processou-se a um ritmo 9 vezes superior à média dos últimos 5 anos!

Eis pois, a Revolução!

Tal como numa conta de multiplicar, estes dez factores estão ligados por um sinal de "vezes" e, no fim, têm um sinal de "igual". Mas o resultado é ainda desconhecido e... imprevisível. Uma coisa é certa: as nossas vidas vão mudar radicalmente nos próximos 12 meses e as mudanças marcar-nos-ão (permanecerão) nos próximos 10 ou 20 anos, forçando-nos a ter carreiras profissionais instáveis, com muito menos promoções e apoios financeiros, a ter estilos de vida mais modestos, recreativos e ecológicos.

Espera-nos o Novo! Como em todas as Revoluções!

Um conselho final: é importante estar aberto e dentro do Novo, visionando e desfrutando das suas potencialidades! Da Revolução! Ir em frente! Sem medo!

Afinal, depois de cada Revolução, o Mundo sempre mudou para melhor!...

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Esta não aguentei...

Escola Angolana

Numa escola em Angola, a professora pergunta a um aluno:
- Marreta, diga aí um verbo.
- Bicicreta.
- Não é bicicreta, seu matumbo. É bicicleta! E bicicleta não é verbo. Depois, perguntou ao segundo aluno:
- Marcolino, diga aí um verbo.
- Prástico.
- Não é prástico seu tanso. É plástico! E plástico não é verbo.
A professora, desesperada, perguntou ao terceiro aluno:
- Bastião, diga aí um verbo.
- Hospedar.
- Muito bem! Agora diga uma frase com o verbo que você escolheu.
- Hospedar dos bicicreta são de prástico!...

domingo, 10 de abril de 2011

Inscrições para o Convívio 2011!

A coisa vai andando a passo de lesma!
Hoje recebi 3 telefonemas. No primeiro foram confirmadas mais 3 presenças. No segundo foi-me comunicada uma não-presença, por razões de saúde. E no terceiro foram canceladas as presenças de 4 adultos e 1 criança.
Como se pode ver, as coisas vão andando ... para trás!
Resta-me esperar que com o aproximar da data as coisas vão melhorando. E termino com um pensamento:
Com esperança e fé
Vou-me mantendo de pé!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Só há trabalho para as nuas...

Nude House' promete ordenado de 27 mil euros, mas só contrata quem trabalhar nu.
Há empresas que apresentam pré-requisitos considerados bizarros para quem procura emprego. É o caso da ‘Nude House’, uma empresa de informática britânica que apenas aceita como funcionárias mulheres que se sintam à vontade a trabalhar nuas.
Chris Taylor, proprietário da ‘Nude House', é naturista há 20 anos e afirma que o espaço cria um ambiente perfeito para trabalhar para todos os que procuram um lugar limpo, quente e divertido.
"Somos a primeira empresa do Mundo a ter semelhante ideia, pelo que estamos com dificuldades para anunciar as vagas. O problema é que as pessoas parecem confundir a questão de estar sem roupa com a falta de limites para os funcionários", referiu Taylor, de 63 anos.
'De acordo com o proprietário da Nude House, está a ser feito um esforço para "identificar e rejeitar os que procuram este trabalho apenas para ver corpos nus ou que querem apenas sexo". "Os naturistas não funcionam dessa forma", garante.
Sediada em Buckinghamshire, em Inglaterra, a ‘Nude House' promete um ordenado de 27 mil euros por ano a todas as programadoras informáticas que aceitem o emprego.
"Ninguém vai chegar cá e ver pessoas a fazer sexo em cima das mesas", garante Chris Taylor, reforçando que "ninguém será contratado pela beleza ou pela aparência".
O principal objectivo é que os funcionários se desinibam, "que experimentem a sensação de trabalhar sem roupa".
 
Quantas vezes irão estas ninfas
Deixar os sêlos nas cadeiras
Que a falta de cuecas e cintas
Traduzem em toscas asneiras

Neste câmbio ao desbarato
Que tanta roupa economiza
Que tal será o prato
Com uma pele tão lisa?

Agora que entramos em recessão
Deste paraíso tão frugal
Até se perde o tesão
Que tanto nos enerva
Elas, que não venham para Portugal
Que fiquem na Inglaterra
Porque neste tarrafal
Vai acabar tudo em merda…



No tempo de vacas magras...esta poderá fazer milagres em Portugal!

Alemã ensina vaca a saltar barreiras. Jovem sempre quis ter um cavalo. A vaca tem dois anos e, desde pequena, que é ensinada a saltar como um cavalo.
O sonho de infância era ter um cavalo. Como nunca foi possível, uma jovem alemã decidiu ensinar a sua vaca, chamada ‘Luna’, a saltar barreiras e o animal tem feito furor em algumas competições amadoras.
Regina Mayer, de 15 anos, que reside em Laufen, diz que demorou muito tempo a ensinar os movimentos à sua vaca, mas diz-se satisfeita com o resultado final.
Com dois anos, ‘Luna’ tem sido habituada a usar sela e a responder a ordens como “levanta” ou “galopa”.
 
Neste tempo de vacas magras
Secas, tuberculosas, esqueléticas
O “dito cujo” bem arregaça as mangas
Mas, as ideias continuam patéticas
Se falamos de vacas gordas
Ou mesmo de vacas loucas
No conjunto delas todas
Vacas boas, haverá poucas
Surgem também as vacarolas
Que marram sem terem cornos
Mas não matam os traficolas
Que se refugiam em contornos
Estas vacadas em constância
Que não dão leite nem crias
Apenas produzem ignorância
Num guisado de iguarias
Apesar do processo FM I                                           
Em curso estruturado
Não será bom, assim antevi
Fica como leite estragado
Que nem em cisternas próprias
Se conserva em sanidade
Que só transmite bazófias
Nunca dizem a verdade
Sendo que, nestas andanças
Quem foi que nos meteu nisto?
Seria o ministro das finanças
Ou o primeiro-ministro?
E, no meio destas caganças
Como em tempos nunca visto
Já nem mesmo as alianças
Conseguirão levantar isto
Se com as vacas gordas
Mamaram em desmedida
Com leite enchendo-lhas bocas
Dessa classe perdida
Não terão, com as vacas magras
O mesmo lauto fartote
Deixar-nos-ão gotas amargas
Do leite azedo da sorte…
Vão importar da Alemanha
Aquela linda vaca que salta
Será mais uma artimanha
Para o governo animar a malta…
Que sacodem a água do capote
Tudo isto é fado e fraco sinal
Porque já ninguém nos acode
Neste triste e mísero Portugal…

(Portugal, die ewig leben!)




quarta-feira, 6 de abril de 2011

A verdade sobre o F.C.P.‏


The Good, the Bad and the Ugly - Football Club of Porto Corruption, cheating since 1982 - FC Porto


...ooooo...oOo...ooooo...
Esta mentira do F.C.P. ser o melhor, é caso para dizer, tantas vezes havemos de ganhar os campeonatos seja de que maneira for que eles começaram a acreditar que nós somos os melhores. É pá o cego não sou eu, os cegos são todos os outros que acreditam que se não fosse a corrupção que o F.C.P. ERA CAMPEÃO? Mas é claro que eles só ganham com corrupção.


Assim é que se ganham campeonatos. Vão mas é todos pó caralho, e este ano foi a mesma merda.
Foda-se até eu que sou um analfabeto do caralho era campeão no Porto. Tá tudo comprado Ó.
Mas alguém tem dúvidas que a mãozinha do Pintainho se mexeu este ano outra vez. Basta olhar para as primeiras 5 jornadas.
Até na Itália o suposto país dos mafiosos ouve punições e descidas de divisão, mas neste país corrupto tudo se faz.
E antes da Carolina? Faço idéia.


O poder é tanto que até se calam os jornalistas, juristas e políticos.
Mas toda gente sabe disto e diz que o F. C. Porto merece. Merece é jogar sozinho ó caralho. Para mim não é por ser benfiquista mas é uma realidade. Todos os campeonatos desde que o Pintarrupto é Presidente do F.C.P. (Futebol Corrupto do Porto) os segundos lugares é que são os verdadeiros campeões. Mas é que podem querer mesmo. Eu assim o entendo e acho que toda gente devia considerar o mesmo. Até houve uma que foi oferecida ao Boavista e a esse outro filho da **** O Valentin Loureiro. Só máfia, e os filhos da puta saem impunes. Foda-se este país é uma vergonha, uma vergonha que nem na Itália conseguem fazer isto. Só o caralho do Vale e Azevedo é que foi perseguido. Até nessa altura o Pintorrupto chama de corrupto ao Vale e Azevedo. Foi pena foi ele não ter durado mais uns anos na presidência do Benfica, porque acabaríamos por ser donos do F.C.P.


e juntando a tudo isto o facto de o Benfica continuar a apostar num guarda redes frangueiro, e falta de humildade do Jesus, que pensava que ia ser campeão para sempre, sem muito trabalho nada se consegue e contra o sistema corrupto ainda pior, nós é que temos de dizer contra tudo e contra todos. O QUE ACONTECE NO FUTEBOL ACONTECE NA POLITICA, OS FILHOS DA PUTA NO PODER ROUBAM SEMPRE OS DESGRAÇADOS E OS TRABALHADORES.


O Laurentino Dias já era um corrupto e portista assumido. Para aqueles que não sabem quem é, é o ministro escolhido por Sócrates para tutelar a pasta do desporto, este senhor é o mesmo que fez á bem pouco tempo a cama ao Carlos Queiroz, eu não era adepto do Carlos Queiroz e entendo de se tratar de um treinador de merda, mas consigo ver que ele foi vitima da máfia não só futebolística como político partidária. Neste vídeo já se vê a corrupção em acção e aqui não havia ainda a Carolina, os dois NESTE VIDEO SÃO ASSUMIDOS SÓCIOS do F.C.P. ESTÃO A VER COMO A MAFIA DO Pinto da Costa estava e está espalhada em outros clubes, e já agora eles até espiões conseguiram colocar dentro das direcções do S.L.B. e no S.C.P. é por isso é que são senhores e donos do futebol para além DISSO AINDA GOZAM COM O PESSOAL, ELES (DO F. CORRUPTO DO PORTO) ATÉ NA PSP (POLICIA DE SEGURANÇA PUBLICA) MANDAM. Isto realmente é uma vergonha o Carlos Martins no ultimo jogo antes deste frente ao F.C.P. LEVOU COM UM ESQUEIRO NA CAROLA E O FRANGUEIRO LEVOU COM UMA BOLA DE GOLF E NINGUÉM FEZ SURURU E AGORA OS DO BENFICA IMITAM OS DO PORTO E TUMBA É LOGO ANTI DESPORTISTA E TAL. NÃO É QUE EU CONCORDE COM ISSO, MAS ESTÁ TUDO LOUCO OU QUÊ-. NINGUÉM TÉM CORAGEM DE APONTAR O DEDO AOS CORRUPTOS NEM OS JORNALISTAS DE OUTRAS CORES CLUBISTICAS INCLUINDO OS DO BENFICA, FODA-SE OS GAJOS DEVEM DE SER MESMO OS DONOS DE PORTUGAL, OU CARALHO, CAMBADA DE COBARDES, O PINTO DA COSTA NOS JORNAIS DEVIA SER TRATADO POR D. CORLIONE. FODA-SE ESTE MUNDO É DE LOUCOS.

Não é preciso ser da PJ para descobrir estas coisas. Basta fazer um bocadinho de pesquisa

PS: Vejam os videos... porra!

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Coincidência (Feliz ou Infeliz): Roberto, guarda-redes/Ministra da Defesa Espanhola!



Como nem só de futebol
Vive o bicho homem
Oh... Roberto espanhol
Os portistas não dormem

Naquela franca gentileza
Desceu Jesus à terra
Parecias a Ministra da defesa
Em tempo de guerra

Cuja arma de fogo
Deixa a descoberto
Como a baliza de jogo
Defendida por Roberto

É escárnio a comparação
Na feliz ou infeliz coincidência
Para defesa duma nação
É preciso mais inteligência

No peito, grande decote
Na defesa: Exército, Aviação e Armada
Para o inimigo que sorte
Não trará cuecas, nem nada

A não ser, meias de ponto de cruz
Ao jeito de fazer fogo
Tente esconder o obus
Pode ser atacada de novo

Ponha de aviso a metralha
Sentinelas em todo o lado
Em cima do olho, uma medalha
Procure ter mais cuidado

Para uma defesa mais cerrada
Use o centro de instrução e pesquisa
Ficará melhor acompanhada
Com o Roberto na outra baliza...


domingo, 3 de abril de 2011

O meu «deficit»!

É grande o deficit do nosso país. Parece que agora já ninguém tem dúvidas sobre tão importante, mas sobre a qual não temos o mínimo controlo, matéria. Como hoje é Domingo, levantemos as mãos a Deus e saibamos agradecer ao Sr. Sousa e ao Sr. Santos a situação a que nos conduziram. Malditos sejam eles e mais a situação em que nos encontramos.
Desculpem o desabafo. Isto serve apenas como introdução para dar ênfase ao recado que quero aproveitar para deixar aqui e que tem a ver com o Convívio 2011 das Companhias 2 e 8 de Fuzileiros que eu estou a organizar.
Já vai decorrido quase um mês sobre a data em que enviei as cartas a comunicar o evento e as respostas são ainda muito escassas. Em termos de contas, o deficit é assustador. Tenho um cheque já emitido, à ordem do Sr. Licínio do restaurante da Mealhada, no valor de 2.750€ para pagar os 100 lugares que reservei. As transferências feitas para a conta bancária reservada para o efeito somam, neste momento, 82.50€, ou seja:
Um deficit de 2.667.50€
Ainda não é tarde, mas a minha preocupação vai aumentando com o passar dos dias. Será que vou pagar o leitão e não arranjo quem o queira comer?

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Dia 1 de Abril, dia das mentiras...

Acordei a rir, manhã primaveril
Sonhei que tinha ganho
Neste dia 1 de Abril
Com um certo arreganho
O famoso euromilhões
Notei que era uma utopia
E causa de algumas aflições
Porque é costume neste dia
Como já vai longe a fama
Que está sempre na mira
Ou a gente muito se engana;
Lá vem mais uma mentira
Quem seria o espertalhão?
Que levou a cabo tais artes
Pois, teve nessa ocasião
A esperteza de Sócrates
Em tudo quanto vemos
Na história, há sempre um poeta,
Meus amigos, é o que temos
Neste mundo pateta
Onde será difícil, pelo menos
Conseguir chegar à meta
E, pelo que tenho visto
Pela mentira ninguém acerta
Noutro primeiro-ministro
Se, das mentiras ditas
Fossem autênticas verdades
Haveria menos almas aflitas
Na procura de castidades
Fracos são aqueles que mentem
Que utilizam tais assimetrias
Tal como os que consentem
Nunca acabarão o dia das mentiras...