nma-16429.blogspot.pt é o meu novo blog. Seleccionem o link correspondente na coluna da direita e visitem-me!

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Zé Talhadas na Sábado!

7 comentários:

  1. Nao compreendi nada; nao podes ser mais explicito e dares datas do acontecimento?

    ResponderEliminar
  2. Não fiz parte deste destacamento que era o 12.º do Comandante Mendes Fernandes, mas estava na Guiné quando isto se passou, não sei a data precisa, só sei que foi no primeiro trimestre de 1970 e que foram capturadas cerca de 15 toneladas de material de guerra ao PAIGC, e creio que foi nesta operação que foi morto o filho da escola Mar. Telegrafista/FZE Maxemaine.

    ResponderEliminar
  3. O Zé Talhadas é hoje Sargento-Mor reformado. Publicou um livro onde relata toda a sua história de combatente da Guerra do Ultramar. Se alguém estiver interessado em adquiri-lo pode fazê-lo através da Associação de Fuzileiros do Barreiro.

    ResponderEliminar
  4. O M. da Educacão em Portugal deveria aproveitar estes protagonistas que ainda vivos poderiam relatar à nova geração o que foi a Guerra do Ultramar... Porque daqui a uns anos só mesmo em livros.
    Valdemar Alves

    ResponderEliminar
  5. Caro filho da escola, este seu comentário parece uma anedota,isto porque na minha minha modesta opinião, esta escumalha que nos (des)governa quer lá saber do passado,do presente ou do futuro do país, enquanto forem tendo o deles, quem vier atrás que feche a porta.

    ResponderEliminar
  6. Efectivamente este grande RONCO aconteceu no 1º trimestre de 1970
    A operação em que perdeu a vida o camarada Mar C- FZE Max Mine teve lugar no dia 24-10-1970 Na famigerada
    Estrada de Sambuiá . Velha conhecida de todos os Fuzileiros Especiais que passaram pela Guiné . Muito bem apelidada de cemiterio de Fuzileiros
    Eu integrei essa unidade DFE 12
    Guiné Jan 1970 a Dez 1971

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar