nma-16429.blogspot.pt é o meu novo blog. Seleccionem o link correspondente na coluna da direita e visitem-me!

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Explicação porque engordamos!

Por Artur/Leiria
Nota: este é um artigo que adquiri do site do Dr. Luciano da Silva que penso ser de comum interesse para todos os filhos da escola. Aprecio a frontalidade como este Senhor escreve os seus artigos históricos, médicos e sociais. As fotos tive que as conseguir tirando fotos digitais às fotos do artigo! Por isso perdoem-me a imperfeição das mesmas.

O intestino delgado é a parte mais importante do nosso aparelho digestivo, mas ninguém lhe presta a devida atenção!

Por Manuel Luciano da Silva, Médico

Todas as pessoa sabem muito bem qual é o princípio e o fim do nosso tubo digestivo. A primeira parte é a boca e a parte final é o ânus. Mas a grande maioria da humanidade não sabe—nem quer saber – quais são as outras partes, nem quais as funções vitais durante as várias fases fisiológicas da nossa digestão.

De tantos livros que existem a respeito da Anatomia Humana consideramos uma verdadeira obra prima, o atlas publicado pelo Professor japonês, Dr. Chihico Yokochi, intitulado “The Human Body” ( ‘O Corpo Humano’, editado pela University Park Press, Chamber Building, Baltimore, Maryland, 21202, U. S. A.). Com fotografias coloridas magníficas descreve-nos numa forma original e impressionante as várias partes do nosso aparelho digestivo. Aqui está a Informação bombástica e anatómica como o mestre japonês nos ensina:

(1) Primeiro diz-nos que a extensão do nosso tubo digestivo da boca até ao ânus tem um comprimento igual a SETE vezes a ALTURA de cada pessoa!

(2) Segundo, o nosso intestino delgado tem um comprimento CINCO vezes a ALTURA de cada pessoa!


Compare o comprimento do aparelho digestivo com a altura da pessoa.
Notar o comprimento do intestino delgado!

Intestino Delgado
Porque que é que a Natureza nos deu um intestino delgado CINCO vezes a altura de cada pessoa? Qual é a função vital para um comprimento tão longo?

Para já o nome de ’intestino delgado’ está errado. Não devia ser intestino delgado, mas sim INTESTINO COMPRIDO. Em inglês a ofensa ainda é maior: Chama- se “small intestine” quando devia ser “THE LONGEST INTESTINE”.

O Professor Yokochi divide o tubo digestivo em três partes:

(1) A primeira parte vai desde a boca até à saída do estômago.

(2) A segunda parte é composta pelo duodeno, jejuno e íleo.

(3) A terceira parte é o intestino grosso ou colon em forma de um “U” invertido, compreendendo o colon ascendente, o colon transversal, o colon descendente e o colon sigmóide até ao ânus.

Descrição das partes do intestino delgado
(A)- O duodeno é a primeira parte do intestino delgado. É chamado duodeno porque tem um comprimento de doze polegadas. Duodeno em latim quer dizer “doze dedos”. Começa logo a seguir à válvula de saída do estômago que se chama “piloro”, cujo significado em latim é “porteiro”.

O duodeno tem o feitio dum chouriço com o formato da letra “C”.

(B)- O jejuno segue ao duodeno e quer dizer “jejum”. Porquê? Porque os antigos observaram que nos cadáveres esta parte do intestino delgado apresentava-se sempre vazia ou em jejum, daí a origem do seu nome... O jejuno tem um comprimento em média de QUINZE pés.

( C)- O íleo é a parte terminal do intestino delgado e o seu nome em latim significa mesmo “parte final” do intestino delgado. O íleo tem um comprimento de DEZ pés, perfazendo com o jejuno um total de VINTE E CINCO pés de comprimento!

Jejuno milagroso
O jejuno é a parte mais milagrosa de todo o nosso tubo digestivo. É também o mais humilde e abnegado. Todos os alimentos que comemos têm grandes variedades de bactérias, mas estas são destruídas pelo ácido clorídrico do estômago. O jejuno é a parte do intestino que tem menos bactérias, que está menos sujeito a tumores e aquele que deita menos foguetes comparado com o intestino grosso… Todas as outras partes do nosso tubo digestivo estão sujeitas a tumores malignos, como a boca, esófago, estômago e intestino grosso ou colon!

É no jejuno que se dão as acções metabólicas essenciais dos vários fermentos produzidos pelo pâncreas, pelos milhões de células da mucosa do intestino delgado, os quais com a ajuda dos efeitos misturadores ou emulsionantes da bílis, transformam os vários alimentos em partículas microscópicas para poderem atravessar as paredes do jejuno e entrarem na circulação geral quando são absorvidos.

Campo de ténis dentro da barriga
É na mucosa ou seja na parte interna do jejuno que está o segredo de toda a nossa digestão. Para compreendermos bem todo o mecanismo deste fenómeno temos que analisar pormenorizadamente a anatomia microscópica desta camada interna ou mucosa do jejuno.

Se o nosso intestino delgado tem o comprimento de mais de 25 pés é como se tivéssemos dentro da nossa barriga uma mangueira de 25 pés para podermos regar os vegetais, as árvores de frutas e a relva no quintal.

A medida média do lúmen ou espaço vazio dentro do jejuno é de 3 a 3.5 centímetros de diâmetro e no íleo um pouco menor ou seja de 2.5 centímetros. Mas a mucosa, ou seja o tapete interno do jejuno, é composta por pregas com milhões de velosidades (vili ou ‘pelos’) semelhantes a “dedos” microscópicos. Esta velosidades ou “dedos” têm o tamanho de 0.5 a 1.5 milímetros. O jejuno possui o número incrível de mais de QUATRO MILHÕES de velosidades ou “dedos”. É através destas velosidades que as partículas microscópicas dos alimentos tais como proteínas, gorduras, açúcares, vitaminas e minerais são reabsorvidos para poderem entrar na nossa circulação geral. Estas velosidades têm nervos, artérias e veias pequeníssimas e até uns canais especiais chamados linfáticos para transportar as gorduras. Mais curioso ainda é que cada velosidade ou “dedo” está coberto por mais milhões de velosidades pequeníssimas ou “dedinhos’ ainda mais microscópicos. Tudo isto tem por finalidade aumentar a área total de reabsorção dentro do Jejuno, criando assim uma superfície equivalente a trezentas jardas quadradas ou seja maior do que a área total dum campo de ténis dentro da nossa barriga!!

É nesta área fenomenal do jejuno que se dá a selecção meticulosa para a reabsorção das várias partículas microscópicas dos alimentos. Mas o mais importante de tudo isto é sabermos que as várias velosidades ou “dedos” determinam a VELOCIDADE com que os vários alimentos podem entrar na nossa circulação!!!

Mucosa do intestino delgado com os "villi" ou "dedos" para a reabsorção dos alimentos
Dedos, Dedos pequenos e Dedos pequeníssimos

Intestino delgado igual a uma auto-estrada
Para compreendermos melhor a viagem que os alimentos têm que percorrer dentro do nosso tubo digestivo, vamos comparar o nosso aparelho digestivo a uma auto-estrada. Assim, igual aos automóveis, -- os alimentos quando já são partículas microscópicas – têm que pagar “PORTAGEM” para poderem ATRAVESSAR a mucosa do jejuno para serem reabsorvidos e seguirem viagem para a circulação sanguínea e linfática.

Devemos notar que no jejuno existem dois tipos de “portagens” ou reabsorção:

(A) – Rápida ou “verde” na qual os alimentos refinados seguem viagem sem parar.

(B) – Lenta para os alimentos não-refinados tornando a sua reabsorção mais lenta.

É na VELOCIDADE DE REABSORÇÃO dos alimentos ao nível da mucosa do Jejuno que está o SEGREDO da nossa saúde! Esta velocidade depende do TAMANHO das partículas alimentares. Quanto MAIS PEQUENAS forem as partículas MAIS rápida será a sua reabsorção. Quer isto dizer que todos os alimentos REFINADOS são absorvidos MAIS rapidamente. Isto é que FAZ MAL a nossa saúde.

Os alimentos refinados são maus para a nossa saúde
Os melhores exemplos de alimentos refinados são a farinha refinada e a polpa da batata. Quanto mais fina for a farinha, mais rapidamente será reabsorvida ao nível do intestino delgado. O mesmo acontece com a polpa das batatas porque a Natureza já a fez muito refinada. O que é que isto quer dizer? Quer dizer que com o pão refinado (e todos os alimentos feitos com farinha refinada), assim como as batatas entram facilmente na nossa circulação e logo na primeira hora da refeição o açúcar no nosso sangue vai subir acima do valor normal, obrigando a uma chamada da insulina, que por sua vez não queima o excesso do açúcar, mas transforma-o em GORDURA que depois vai ser armazenada nas ancas, na cintura e á volta da barriga fazendo com que a pessoa ganhe mais peso!

Mensagem Médica para não engordarmos!
Qual é a nossa mensagem médica final sobre a importância do intestino delgado? Muito simples. Evite todos os alimentos refinados ou então misture-os com os outros alimentos que sejam de reabsorção lenta, tais como vegetais, frutas e alimentos ricos em fibra. Desta maneira não vai engordar, nem terá prisão de ventre. Sentir-se-á muito mais saudável e viverá muitos mais anos de vida. Boa sorte!

Para mais pormenores sobre os vários alimentos que não são refinados e que não causam aumento do açúcar no sangue, leia este artigo na Internet:


Ou então pesquise na minha website, na coluna do lado esquerdo e escreva índice glicémico.
 Clique Search; para poderem ver a tabela do índice.

1 comentário:

  1. Quer a gente queira, quer não, tu vais conseguir pôr-nos na «estica»!

    ResponderEliminar